(FILES) This file photo taken on November 18, 2020 shows a bottle reading "Vaccine Covid-19" next to the Moderna biotech company logo. - The United States on December 18, authorized Moderna's Covid-19 vaccine for emergency use, paving the way for six million doses to begin shipping across the hardest-hit country in the world. Food and Drug Administration chief Stephen Hahn said: "With the availability of two vaccines now for the prevention of Covid-19, the FDA has taken another crucial step in the fight against this global pandemic." (Photo by JOEL SAGET / AFP) / -- IMAGE RESTRICTED TO EDITORIAL USE - STRICTLY NO COMMERCIAL USE --

Brasil vai receber mais 13 milhões de doses da vacina contra Covid-19

A farmacêutica Moderna confirmou que poderá ofertar ao Brasil 13 milhões de doses de vacina contra covid-19 em 2021. A decisão foi tomada em reunião da empresa com o Ministério da Saúde. Na ocasião, foi discutido ainda o cronograma de entrega dos imunizantes.

A promessa da companhia é garantir 1 milhão de doses até julho, e iguais quantias nos meses de agosto e setembro. Entre outubro e dezembro seriam disponibilizados os 10 milhões de doses restantes.

Comunicado do ministério, após o encontro, o secretário executivo da pasta, Élcio Franco, declarou que a posição apresentada pela empresa deu “segurança” para avançar na negociação e na assinatura do contrato.

De acordo com o secretário executivo, a negociação entrará agora na fase final. A minuta do contrato deverá ser elaborada para que o termo possa ser assinado pelas duas partes, concretizando a aquisição.

Franco lembrou que para a aplicação da vacina e o pagamento pelas doses é preciso que a vacina obtenha a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).