Câmara decide manter prisão de deputado Daniel Silveira

A Câmara dos Deputados decidiu nesta sexta-feira, que o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) continuará preso por ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), a seus ministros e por defender atos antidemocráticos como o AI-5, um dos mais duros instrumentos de repressão do regime militar.

Por uma larga margem de votos –364 votos a 130–, os deputados decidiram confirmar a decisão do STF que determinou a prisão, aprovando o parecer da deputada Magda Mofatto (PL-GO), que recomendou a continuidade da detenção.

“Considero correta, necessária e proporcional a decisão proferida pelo ministro Alexandre de Moraes nos autos (de determinar a prisão)”, disse a relatora durante a leitura do voto.

“Foram gravíssimas as ameaças realizadas pelo parlamentar”, acrescentou a deputada.