EUA doam hospital de campanha ao Governo do Maranhão

O Governo do Estado deu continuidade às ações de combate à Covid-19 e entregou mais um hospital de campanha, desta vez, no município de Bacabal. A unidade é fruto de doação do Governo do Estados Unidos ao Maranhão. Em solenidade virtual com a Embaixada dos EUA, o governador Flávio Dino reforçou a importância de “enfrentar a pandemia em ação conjunta com todos os países, estados e municípios”.

“Apreciamos esse gesto concreto. Reconhecemos como parte integrante do contexto de relações bilaterais saudáveis. A pandemia exige um esforço solidário de todos os países. Procuramos fazer o que nos cabe, dentro da nossa esfera de competência, sobretudo, com o provimento de serviços de saúde, em um esforço gigantesco com a ampliação de leitos hospitalares”, pontuou Flávio Dino.

A gestão estadual inaugurou mais 50 leitos na última semana e vai implantar outros 125 leitos hospitalares nas próximas semanas, informou o governador. O embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, agradeceu a nova oportunidade de cooperar com os maranhenses destacando a expansão da cooperação existente entre o Governo dos EUA e o Governo do Maranhão.

“A nossa prioridade sempre foi trabalhar com brasileiros. Temos trabalhado arduamente, para juntos combatermos essa pandemia. O governo americano, junto com o setor privado, tem contribuído com mais de R$ 400 milhões em uma série de iniciativas, incluindo doações de equipamentos de saúde para o povo brasileiro. Estamos muito felizes por entregar mais um equipamento, dessa vez, na cidade de Bacabal, no estado do Maranhão”, destacou o embaixador.

A unidade hospitalar está instalada nas dependências do Ciretran de Bacabal e foi viabilizada após diálogos da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) com a embaixada norte-americana no Brasil. Serão 30 leitos funcionando inicialmente e servirá como auxiliar ao Hospital Macrorregional Dra. Laura Vasconcelos, no combate ao coronavírus em Bacabal e toda Região do Mearim.

O titular da Seinc, Simplício Araújo, enfatizou que o hospital é modelo de estrutura de guerra. “Já foi usado no Iraque, no deserto e em áreas de regiões muito frias. É térmico e tem cinco ares-condicionados de 40 a 60 mil btus. Possui todo um sistema de reservatório de água e de tratamento de esgoto. É um hospital que vai atender a todos da cidade de Bacabal e da região próxima”, disse o gestor.

Nesta primeira fase de atividades, o hospital de campanha vai atender pacientes diagnosticados com Covid-19. Em seguida, ficará à disposição para atender à população. Além da unidade hospitalar, o governo norte-americano doou ainda, material de limpeza hospitalar, EPIs, macas, aparelhos de ar-condicionado e gerador de energia.

“A parceria entre os dois países é muito importante para unir esforços diante da crise sanitária mundial. O Brasil e os Estados Unidos criaram um compromisso muito importante com esta cidade, com esta região e também, com o mundo inteiro”, afirmou o chefe de operações do escritório militar na Embaixada dos EUA, Colin Layne.

Participaram  ainda da solenidade virtual, Jessica Simon, cônsul-geral dos EUA no Recife; o secretário de Estado de Saúde (SES), Carlos Lula; e representantes da embaixada dos EUA no Brasil e das secretarias estaduais do Maranhão (Com informações Governo do Estado).