Governo capacita equipes que vão atuar na logística e apoio aos municípios na vacinação contra a Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou neste sábado (16) a capacitação de mais de 60 apoiadores que irão atuar na logística e apoio aos 217 municípios maranhenses na vacinação contra a Covid-19. O treinamento envolveu profissionais da Força Estadual de Saúde (Fesma), Vigilância Epidemiológica, Atenção Primária e Rede de Assistência Especializada.

“A intenção do estado é dar o apoio institucional aos municípios para momento em que for iniciado o processo de vacinação. Concomitantemente, também acompanharemos as orientações do Ministério da Saúde a fim de fazermos a dispensação exata do quantitativo de doses para cada município conforme os grupos prioritários preconizados, concretizando um apoio de qualidade em todo o Maranhão”, disse a secretária Adjunta de Políticas de Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Waldeise Pereira.

A capacitação aconteceu na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Maranhão (CEADI), com técnicos da Rede de Assistência Especializada; e na sede da Secretaria Adjunta de Políticas de Atenção Primária e Vigilância em Saúde (SAPAPVS-SES), com profissionais da Fesma, Vigilância Epidemiológica e Atenção Primária.

Segundo a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Tayara Pereira, o treinamento abrangeu diversas categorias profissionais. “Nós contaremos tanto com as equipes locais de cada setor, como também de outras categorias, principalmente técnicos da secretaria que também são enfermeiros. A capacitação abrangeu desde o transporte, que será por vias área e terrestre, incluindo os controles da temperatura e qualidade dos produtos”, explicou.

Para a coordenadora da Rede de Frios Estadual, Débora Sousa, esses planejamentos prévios estão sendo decisivos para a execução da logística elaborada. “A nossa proposta é tanto treinar os técnicos para que eles, bem como a equipe do CEADI, possam fazer a dispensação dos insumos com rapidez e eficiência. Nós já realizamos um trabalho de monitoramento, porém com a chegada da vacina iremos intensificar a rotina no intuito de aperfeiçoar a logística aplicada ao momento que estamos vivenciando”, pontuou.