Governo vai implantar novos leitos para tratamento da covid-19 no Maranhão

Mais 200 novos leitos serão implantados na rede pública estadual para tratamento da covid-19. O anúncio foi dado pelo governador Flávio Dino, em coletiva à imprensa na sexta-feira. Este ano, a gestão estadual abriu 298 novos leitos para atender casos da doença.

“Queremos ter segurança de leitos, pois não sabemos o que pode ocorrer. É melhor prevenir, que remediar”, enfatizou o governador. Flávio Dino citou reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na qual voltou a tratar sobre habilitação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Esperamos que na próxima semana, tenhamos essa definição nacional”, disse Flávio Dino. Com a habilitação, o financiamento dos leitos passa a ser dividido entre governos federal e estaduais, conforme determina legislação. 

O Governo do Estado está adquirindo ainda UTIs aéreas, para casos de emergência. “Esta é a vantagem, de pela primeira vez no Maranhão, termos uma rede macrorregional de hospitais. Com isso, não há a necessidade de remoção de pacientes para outros estados. Tudo é feito dentro do território maranhense”, informa Flávio Dino.

No que refere à ocupação de leitos – clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva – exclusivos para casos de coronavírus, a tendência é de crescimento, na rede hospitalar pública e privada da região de Imperatriz.

Na Grande Ilha, houve certa redução, devido à medidas como ampliação de leitos. Nas demais cidades do interior do Estado, a tendência é de queda, com ocupação de 61,49% dos leitos de UTI e 31,73%, leitos clínicos.