Obras na capital e Região Tocantina são vistoriadas pelo governo estadual

Estão em andamento as obras do Hospital da Ilha e da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (MACMA), ambos localizados na Região Metropolitana de São Luís. As unidades representam a ampliação dos serviços em saúde pública estadual e melhorias na qualidade do atendimento. O secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, vistoriou, na manhã desta segunda-feira (18).

No Hospital da Ilha, mais de 50% dos serviços foram executados. Os trabalhadores realizam serviços nos dutos de ar condicionado e estrutura metálica no Bloco A; impermeabilização das calhas do Bloco B; infraestrutura elétrica do Bloco C; serviços no subsolo e colocação do piso do Bloco D; infraestrutura de Automação e infraestrutura elétrica nos pavimentos, além dos serviços de pavimentação e pintura na área externa.

Aa unidade contará com 220 leitos na fase inicial, com expansão para chegar a 400 leitos. Com uma estrutura moderna, será totalmente equipado para funcionar como Hospital de Urgência e Emergência adulto e pediátrico, possuindo também nove centros cirúrgicos, UTIs, laboratórios, setor de hemodiálise, tomografia, oito elevadores (sendo cinco para maca e pacientes), auditório, estacionamento, um heliponto, além de possuir a primeira Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do estado. 

A Sinfra trabalha ainda na expansão da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, localizada no bairro da Cohab, em São Luís. Com aproximadamente 50 profissionais trabalhando na obra, estão sendo executados atualmente, os serviços no forro, pavimentação da área externa, conclusão das instalações elétricas, ampliação da rede de esgoto, entre outros. São mais de quatro mil metros de área ampliada, com 60 novos leitos, UTI, sala de cirurgia para atender a demanda;

O novo prédio do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (CCA/Uemasul) e também do novo Socorrão, ambos em Imperatriz, são outras obras em andamento. No CCA foi realizado alinhamento para dar mais celeridade nos serviços e devem ser entregue nos próximos meses. O prédio, inicialmente, atenderá os cursos de Medicina Veterinária, Agronomia e Engenharia Florestal. No novo Socorrão estão sendo executados trabalhos de limpeza e verificação da topografia. A conclusão está prevista para os próximos 24 meses.