Pedido de lockdown é negado pelo juiz Douglas Martins

Defensores públicos do Maranhão defendia novo fechamento total dos serviços

Não haverá novo lockdown no Maranhão. A medida foi negada em decisão do juiz Douglas de Melo Martins, que é titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís. O anúncio do indeferimento foi feito em audiência, nesta quinta-feira (11). O pedido havia sido protocolado pelos defensores, solicitando total fechamento já para este mês de fevereiro.

“Se as pessoas não cumprirem as medidas preventivas e a rede de saúde entrar em colapso, o poder judiciário irá se manifestar novamente”, pondera o juiz Douglas de Melo Martins. A decisão vale até o dia 18 de fevereiro, diz o juiz Douglas de Melo, e que ação posterior à decisão, deixará a critério do estado e municípios.

Em seu pedido, a Defensoria Pública do Maranhão solicita o fechamento total em todo o Maranhão. A instituição justifica o pedido pelo crescimentos dos casos de o de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid no Maranhão.

Estavam presentes à audiência com o juzi Douglas de Melo, representantes dos municípios maranhenses, além do Estado, da Defensoria Pública e representantes de setores da atividade econômica do Maranhão.