Porto do Itaqui participa em encontro do Corredor Centro-Norte

O Porto do Itaqui participou de encontro virtual para discutir os resultados do Estatístico Aquaviário 2020 da  Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), com enfoque no Arco Norte. O presidente do Porto do Itaqui, Ted Lago, atuou como debatedor, ao lado da presidente da Comissão de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro da OAB/MA, Najla Buhatem. O evento contou com palestra do diretor da Antaq, Adalberto Tokarski.

O encontro integra esforço coletivo dos diversos representantes de governos, sociedade civil e autoridades portuárias, para fortalecer o desenvolvimento sustentável dos estados e municípios do Corredor Centro-Norte. Com isso, promover a melhoria da infraestrutura e dos modais de transportes, incentivando as cadeias produtivas e impactando positivamente no cotidiano das pessoas.

Adalberto Tokarski apresentou os números dos portos em 2020 e falou sobre a importância da movimentação de contêineres para o desenvolvimento dessa região. “Estamos com a infraestrutura viabilizada, precisamos agora dar um passo a mais. A carga conteinerizada é estratégica para o Maranhão e também para os demais estados e a Adecon tem o papel fundamental de atrair carga para esse corredor, com saída pelo Porto do Itaqui”, afirmou.

Ainda neste ano o Itaqui realizará, com apoio da Adecon, um Road Show por cerca de 15 cidades brasileiras em oito estados para apresentar para o mercado e a sociedade toda a infraestrutura do porto público maranhense e o potencial desta região do país, pela capacidade de movimentar diversas cadeias produtivas.

“O Itaqui, por sua localização, conexão multimodal e gestão, é muito estratégico para o sucesso do centro norte do país”, destacou Ted Lago. O encontro foi promovido pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Corredor Centro-Norte (Adecon) e Associação Nacional de Direito Marítimo, Aduaneiro e Portuário (Andmap).

AVANÇOS

O porto público do Maranhão, de 2015 para cá, vem empreendendo um plano de expansão, com recursos próprios e da iniciativa privada, para melhoria da infraestrutura portuária e da logística sustentável em toda a sua área de influência.

Dentre os principais avanços no Itaqui estão um novo berço para movimentação de combustíveis, o Terminal de Grãos do MA operando em sua segunda fase, que junto com o sistema VLI tem capacidade de movimentação de 20 milhões de toneladas, o novo terminal de fertilizantes da COPI, que acaba de entrar em operação como o mais moderno da América Latina.

Ainda, o novo pátio de contêineres, que possibilitou a retomada da linha regular de cabotagem, com escala semanal. Além de fomentar o mercado regional, essa retomada cria a possibilidade de viabilizar a exportação de carne para o mercado norte-americano e europeu. O Corredor Centro-Norte abrange os Estados do Maranhão, Piauí, Tocantins, Goiás, e os Municípios do sul do Pará e do nordeste de Mato Grosso e é interligado ao Matopiba.