Sem Carnaval, iniciada fiscalização para evitar aglomerações e festas clandestinas

Bairros como a Praia Grande, Lagoa, Renascença e região de praias da capital são alvos de fiscalização durante todo o fim de semana. Equipes mantém monitoramento para fazer cumprir as normas contra Covid-19. O objetivo é conscientizar sobre a doença e proibir eventos, festas e outras ações que possam gerar aglomeração. O período seria de festas carnavalescas, mas foi suspenso por medida de governo, com a finalidade de conter a disseminação do coronavírus.

As equipes orientam quanto às normas a serem seguidas no período, recomendam a desocupação do passeio público e reforçam o cumprimento das medidas sanitárias indicadas para combater a pandemia. O trabalho é realizado pela Blitz Urbana, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e agentes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam).

O secretário adjunto de fiscalização da Semurh e diretor da Blitz Urbana, Asbhel Muniz, destaca que o propósito é cooperar no combate à Covid-19 na capital, seguindo as medidas estabelecidas pela Prefeitura de São Luís. “Na ação, estamos visitando e conversando com proprietários de estabelecimentos, em pontos estratégicos da cidade e conscientizando a população sobre os cuidados que devem ser tomados”, disse.

Também serão realizadas as rondas e outras intervenções. Cerca de 50 agentes dos órgãos municipais participam do trabalho, que segue ao longo do período de carnaval.