UFMA adotará CadÚnico para comprovação da baixa renda

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) será o meio exclusivo utilizado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) para determinar a situação de baixa renda dos candidatos. A avaliação valerá aos candidatos que optaram pela cota de renda familiar bruta per capita, igual ou inferior a um salário mínimo e meio. Dessa forma, não será mais necessário apresentar documentos comprobatórios de situação financeira.

O documento comunicando a medida foi encaminhado à Secretaria de Estado da Educação (Seduc). A UFMA destaca que a medida foi tomada para reduzir possíveis danos aos estudantes de baixa renda, diante do cenário pandêmico, onde as situações de desigualdades sociais se evidenciaram.

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população. Nele são registradas informações como características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras.

O candidato que se enquadra no perfil do programa e ainda não está inscrito no Cadastro Único, pode procurar um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) no município e solicitar o cadastramento.Para mais informações sobre o CadÚnico acesse: http://mds.gov.br/assuntos/cadastro-unico.

SISU

As inscrições para o SISU 2021/1 serão realizadas exclusivamente pelo site do Ministério da Educação (MEC), de 06 e 09 de abril. A seletiva será exclusiva para quem fez o Enem 2020 e não tirou nota zero na redação. O resultado do SISU 2021/1 será liberado no sistema no dia 13 de abril.

Este ano, a UFMA vai disponibilizar 2.493 vagas no Sisu, distribuídas nos 62 cursos de graduação da universidade. Destas, 1.248 estão reservadas à Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012), que destina as vagas aos estudantes da rede pública, com percentual para os autodeclarados pretos, pardos e indígenas.